Visitantes

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Reportagem e tipos de discurso


Reportagem

Diferenças entre os gêneros reportagem e notícia

⇒ Os gêneros textuais do universo jornalístico podem ser divididos em dois grandes grupos:

·        Gêneros do jornalismo opinativo;

·        Gêneros do jornalismo informativo.

De acordo com essa divisão, a reportagem enquadra-se entre os textos do jornalismo opinativo, enquanto a notícia está entre os textos do jornalismo informativo;

⇒ A notícia tem como objetivo principal narrar acontecimentos pontuais, ou seja, fatos do cotidiano; a reportagem extrapola os limites da notícia, pois não tem como única finalidade noticiar algo;

⇒ A reportagem apresenta elementos que não são encontrados na notícia:

Emprego do discurso direto e do discurso indireto: Na notícia, o discurso predominante é o indireto, enquanto na reportagem os dois tipos de discurso mesclam-se para melhor construir os significados do texto;

Polifonia: No gênero textual notícia, a única voz presente é a do repórter. Na reportagem, é comum encontrarmos o recurso da polifonia, pois nesse gênero existem elementos como entrevistas com testemunhas e/ou especialistas. Esses elementos permitem que o jornalista, ao apresentar outras vozes no texto, isente-se da apresentação dos fatos;

A reportagem é assinada pelo repórter, a notícia, não é preciso, mas pode ocorrer. Isso acontece porque a reportagem é construída a partir de um ângulo pessoal, com contornos narrativos bem marcados, enquanto a notícia é objetiva e imparcial;

Meios de divulgação: A reportagem é mais frequente em revistas e em edições específicas de jornais (geralmente publicadas nas edições de finais de semana). Isso acontece porque o gênero textual reportagem apresenta uma estrutura textual mais complexa, fruto de uma investigação minuciosa do jornalista.


Tipos de Discurso

Observe as falas abaixo:

1) O juiz perguntou:

– Algo a declarar?

2) O juiz perguntou se havia algo a declarar.

Essas duas formas de referir-se às palavras ou pensamentos de interlocutores são chamadas de discurso direto e discurso indireto, cada uma delas possui características específicas que vamos analisar agora.

• Discurso direto

São quando os personagens ganham voz, possuem falas, normalmente em diálogos. Neste tipo de discurso descreve justamente o que o personagem disse. Para a introdução da fala são usados verbos como falar, dizer, perguntar etc. Já para a apresentação da fala são comuns travessões, dois pontos, aspas e exclamações.

Exemplo: “Preciso me preparar para a redação do Enem.”

Maria disse: “Não quero mais namorar você!”

• Discurso indireto

Neste caso, os personagens não se expressam, mas suas falas são apresentadas pelo narrador. O narrador irá usar suas próprias palavras para descrever as falas dos personagens. Essa narração deve ser feita em 3º pessoa.

Exemplo: João perguntou se Maria almoçaria em casa.

Ele disse que estava com fome.

Meu avô disse que não gosta de chimarrão.


EXERCÍCIOS

1. Passe no seu caderno as orações abaixo do discurso indireto para o discurso DIRETO:

a)    O delegado afirmou que suspeitava de todos.

b)    A esposa confirmou que seu marido tinha estado em casa na noite anterior.

c)    O rapaz garantiu que levaria as compras para a mãe daqui a pouco.

d)    O vizinho disse-lhe que não queria que ele viesse mais ali, em sua casa.

e)    A vítima pediu-lhe que ele fizesse um favor. Ficasse calado.

f)     O rapaz sussurrou que ele mesmo sabia de tudo.

g)    O garoto disse que sua mãe não iria gostar de vê-lo com a aquela revista da Play boy.



2.Passe no seu caderno as orações abaixo do discurso direto para o discurso INDIRETO:

a)    O pai gritou: - Quero saber quem fez essa bagunça aqui na sala?

b)    A vendedora perguntou: - Precisa de ajuda, senhora?

c)    A cliente respondeu: - Não preciso de ajuda, estou só de passagem.

d)    A mãe ordenou: - Pare de questionar, menino, e faça rápido o que eu lhe pedi.

e)    Segundo o geólogo americano falou “Por causa da ocorrência cada vez mais tardia do inverno, os flocos de neve não mais dispõem do tempo necessário para se transformarem em gelo”

f)     De acordo com o que falou William Roberto Cereja “O Naturalismo é uma tendência que procura dar um novo tratamento ao Realismo, atribuindo-lhe um caráter mais científico, com base nas teorias que circulavam na época.”

g)    Albert Einstein disse “A mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original.”

3. Leia o texto abaixo e responda as perguntas.

No hospício, o doido telefona para o corpo de bombeiros e avisa:

- Tá pegando fogo no hospício.

Rapidamente os bombeiros chegam ao local:

- Onde é o fogo?

O doido:

- Vocês vieram tão rápido que ainda nem deu tempo de botar.

a)    Que tipo de discurso predomina no texto acima?

b)    Quais sinais de pontuação usados para representar esse discurso?

c)    Passe todo o texto para o discurso indireto.


4. Veja esta tirinha abaixo.

 Os personagens estão falando no discurso direto, mas como você pode ver só em usar a imagem não tem precisão de fazer uso daquela pontuação e uso de verbos que indicam que uma pessoa vai falar.

Reescreva este diálogo em seu caderno, lembrando que não terá a imagem, então você deverá representar a fala das personagens usando os verbos que indicam inícios de falas e os sinais de pontuação mais apropriados.


http://kdimagens.com/imagem/pra-que-a-gente-esta-no-mundo-891. Acesso em 26 de maio de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário